Português (pt-PT)English (United Kingdom)
Início Projecto Resultados Atingidos

Resultados Atingidos

 

 

Apresentação dos resultados das ações previstas neste projeto. Estes resultados são apresentados tendo em conta as várias categorias necessárias á sua implementação e execução, de acordo com as diretrizes da candidatura do instrumento financeiro LIFE+.

Estas ações dividem-se em categorias de carácter administrativo, preparatório, executivas, de monitorização e de divulgação.

 


DESCRIÇÃO DOS RESULTADOS OBTIDOS 


A) Ações de Gestão

Estas ações continuam a decorrer atempadamente.

 

B) Ações Preparatórias

As ações preparatórias já se encontram todas concluídas.


B1. Stakeholders do projeto

  • Stakeholders Institucionais: 91
  • Stakeholders Individuais: 1496

 

B2. Publicação de guiões

  • Boas práticas na Pesca

 

Voltar

 

B3. e B4. Jogos multimédia interativos

  • Eco quiz “Boas práticas” na Pesca

 

Voltar

 

C) Campanhas de comunicação e informação

Esta ação encontra-se concluída.

 

C1. Imagem do projeto

 


 

MATERIAL DISTRIBUÍDO:

 

1 000 Agendas de bolso

agenda2012eco 

17 000 Fitas de pulso

 fitaseco-

27 500 Sacos de recolha de lixo

10 000 Eco cinzeiros

2 000 Tapetes de rato

550 T-shirts

500 Coletes polares

70 Expositores em cartão

1 123 Lanyards

1 041 Chaveiros

902 Bonés

bon eco

1 000 Calendário Ser Eco Compatível na Pesca

calendariopescas2013f01

980 Calendário Ser Eco Compatível na Agricultura

calendario2013a01

250 Agenda de Eventos Boas Práticas Aplicáveis ao Ecoturismo

planeadordeeventosfinalf153

3 000 Autocolantes "Stakeholder Eu Sou"

271 Baralhos de Cartas "Ser Eco"

baralhodecartas

624 Bloco de Notas "Registe esta mensagem"

blocoeco

763 Canetas

canetaseco1

635 Pastas de cartão

capa eco

29 Canecas

apresentacaocanecas

400 Memórias USB - 8Gb

memria usb

Voltar

 

C2. Sítio na Internet

Esta ação encontra-se concluída na sua estrutura principal mantendo-se em permanente a atualização da informação e promovendo a interação constante com o público através da publicação mensal de um calendário de fundo de ecrã para PC com referência a boas práticas, e por uma campanha de comunicação no facebook do SPNM que já conta com mais de 27 800 “amigos” que acompanham as notícias publicadas.

O número de visitas à página internet do projeto foi largamente ultrapassado aos objetivos propostos.

Paralelamente a informação publicada também é divulgada junto da rede de stakeholders através da lista de e-mails dos mesmos.

Deixamos aqui um registo do lançamento do video Hip Hop pela Natureza numa das campanhas de comunicação do facebook do SPNM onde alcançou mais de 26 000 pessoas.

alcance video eco

Voltar


C3. Ações de comunicação/sensibilização para agentes ligados às atividades turísticas de natureza turismo

A ação foi implementada através do contacto individual com cada agente, em eventos promovidos pelo SPNM, nas sedes das empresas onde trabalham e no campo quando acompanhando grupos. No total foram realizadas 42 ações, contactando 540 agentes e guias de Natureza junto dos quais foi realizada a ação de transmissão das mensagens do projeto apoiado na entrega do manual de boas práticas (sob a forma agenda eventos) ou t-shirts, tendo sido realizados 360 inquéritos junto deste grupo.

 

C4. Ações de comunicação/sensibilização para populações de áreas costeiras económicas ou tradicionalmente ligadas à pesca profissional e lúdica e populações rurais económica ou tradicionalmente ligadas à agricultura

Esta ação decorreu centrada na abordagem direta aos grupos-alvo, uma vez que se verificou ser a abordagem mais eficiente para transmissão das mensagens do projeto.

Com a produção de manuais de boas práticas, sob a forma de calendários de parede para agricultores e pescadores, decorreu as ações de sensibilização aos grupos-alvo (agricultores e pescadores), também conjugada com a recolha de inquéritos e distribuição de bonés.

No total, realizou-se 85 ações envolvendo diretamente 1 530 pessoas dos grupos-alvo previstos, tendo sido realizados 1 415 inquéritos.

Algumas destas ações foram acompanhadas pelo beneficiário associado SPEA.

entregacpesca

 

C5. Campanha para visitantes/observadores de áreas e espécies protegidas na área protegida

Nesta ação foram realizadas 96 ações na entrada de áreas rede Natura 2000 envolvendo 12 314 visitantes.

Foram distribuídos, em várias ações, diferentes vetores de informação nomeadamente: 17 000 fitas de pulso, 10 000 cinzeiros de bolso, 27 500 sacos de lixo.

Continuam a funcionar os quiosques multimédia interativos, registando-se respectivamente 26 811 acessos no terminal do centro de receção freira-da-madeira - Maciço Montanhoso Oriental, 11 200 acessos no terminal do centro de receção da Ponta de São Lourenço, 2 255 acessos no terminal das Ilhas Desertas e 11 435 acessos no Centro de Informação do Serviço do Parque Natural da Madeira; num total de 51 701 acessos.

campanha visitantes

C6. Campanha para visitantes/observadores de áreas e espécies protegidas fora das áreas protegidas

Atualmente, contamos na nossa lista 91 stakeholders institucionais (empresas privadas e instituições públicas) e 1496 stakeholders individuais.

Este projeto conta com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República desde agosto de 2013, depois de ter constatado, in loco, a presença dos lixos oceânicos resultantes da ação antropogénica nas áreas protegidas da Madeira, decidindo apoiar e dar força às boas práticas do projeto através da sua imagem potenciando um exemplo para a sociedade, a título individual e institucional com recurso à utilização do logotipo presidencial.

Nesta ação foram distribuídos os 70 painéis produzidos e cerca de 8 000 kits de material de divulgação composto por sacos de lixo, fitas de pulso, eco cinzeiros e/ou autocolantes.

No total foram desenvolvidas 136 ações, através da ação direta da equipa executiva ou através de stakeholders, num total de 9 137 participantes envolvidos diretamente.


C7. Fóruns de divulgação, discussão e exploração das temáticas do projeto

Para esta ação dinamizou-se  fóruns de comunicação para populações locais ligadas ao meio piscatório e ao meio rural das diferentes freguesias dentro de área de projeto.

Com a produção de baralhos de cartas que são utilizados nos eco campeonatos e os "troféus" a oferecer às equipas vencedoras (caneca de cerâmica), foram realizados contactos com orgãos sociais locais, nomeadamente "Centro Cívicos", e "Casas do Povo" de forma a estabelecer parcerias para a oraganização dos campeonatos eco carta s.

Foram realizados treze campeonatos. O primeiro foi decorreu ao ar livre (comunidade piscatória de Câmara de Lobos) e o segundo dentro de uma sala (comunidade agrícola do Arco de S. Jorge), onde optou-se por explorar o tema através da exposição itinerante no primeiro e através dos jogos interativos no segundo. Os restantes campeonatos foram realizados nos mesmos moldes.

No total já foram realizadas 13 ações, envolvendo cerca de 376 participantes.

 

at.pescadores ecocartascl 

  • Produção de uma exposição itinerante para os diferentes temas (Agricultura, Turismo de Natureza, e Pescas)

 

C8. Seminário “Desenvolvimento e Biodiversidade”

O seminário decorreu no dia 08 de maio de 2015, aberto ao público em geral com inscrição obrigatória.

Contou com a participação de 282 pessoas e 7 oradores convidados.

No dia 9 de maio, realizou-se um passeio a bordo da embarcação maritimo-turística "VMT Madeira Catamaran" que se dedica à observação de cetáceos na RAM.

 

Consulte a nossa galeria de noticias para ter mais informação sobre este seminário, e a galeria de fotos.

seminrio-luisoliveira

 

Voltar

 

E. Monitorização do impacto do projeto nos grupos alvo e no problema detetado

E1. Análise do impacto do projeto nos grupos alvo através de inquéritos

Nesta ação, e para cada um dos grupos alvo foram realizados mais inquéritos do que inicialmente estava previsto no projeto.

No total realizou-se  2 827 inquéritos dirigidos aos diferentes grupos alvo, de acordo com o plano resultante da ação B5, nomeadamente: 

 

A. Agentes e Empresas que desenvolvem Atividades Turísticas de Natureza - 84 (75) / 86 (75);

B. Agentes Ligados às Atividades Turísticas da Natureza - 151 (143) / 209 (143); 

C1. Populações de Áreas Costeiras Económicas ou Tradicionalmente ligadas à Pesca Profissional e Lúdica - 408 (380) / 278 (278); 

C2. Populações Rurais Económica ou Tradicionalmente ligadas à Agricultura - 446 (380) / 283 (278); 

D. Visitantes/Observadores de Áreas e Espécies Sensíveis - 486 (373); 

E. Utilizadores que procuram os serviços dos Agentes - 396 (370).

 

p.s  os valores que estão entre parênteses correspondem ao número de inquéritos previsto

 

 inqagricultura

E2. Monitorização no campo do impacto do projeto

As monitorizações de campo foram concluídas como previsto, através do controlo das estações de controlo de predadores invasores na área de nidificação da freira-da-madeira; recolha de lixo ao longo das veredas do Pico do Areeiro e Ponta de São Lourenço; registo de núcleos de espécies invasoras na Floresta Laurissilva; registo de interações entre agricultores e pombo-trocaz e pescadores e lobo-marinho.

 

F. Divulgação e disseminação de resultados do projeto

F1. Project Website

Atualmente, o contador de visitas regista 288 073 consultas realizadas na página. 

 

F2. Life + Painéis de Informação

Nesta ação foram produzidos 7 painéis informativos sobre o projeto, nomeadamente 1 poster inicial; 1 rollup informativo com caráter itinerante; 1 layout para forrar o exterior de 2 dos 4 quiosques multimédia e 3 layouts com mensagens mais específicas dirigidos a cada um dos temas versados pelo projeto (lobo-marinho/lixo no mar, pombo-trocaz/espécies invasoras/agricultura e freira-da-madeira/Ecoturismo que foram impressos em 5 placas para exterior e colocadas em pontos estratégicos das áreas classificadas (Areeiro – RN 2000 Maciço Montanhoso, RN 2000 Ponta de S. Lourenço, RN 2000 Pináculo/Garajau e zona do Ribeiro Frio-Balcões RN 2000 Laurissilva).

Constatou-se ainda a necessidade de auxiliar as ações C5 e C6 com a presença e divulgação das mensagens do projeto em áreas sensíveis à presença humana e às espécies alvo, sendo impressos mais 15 painéis informativos (5 de cada layout anteriormente descrito).

Verificou-se que muito embora as campanhas tenham atingido os agentes de turismo de natureza mais ligados à observação de animais marinhos, com a publicação do Decreto Regional que regula a observação de mamíferos marinhos, é premente que esta informação chegue às marinas, em especial aos barcos de recreio de particulares de forma muito particular sobre este assunto em específico. 

Deste modo, foram produzidos 1000 bases de secratária e 15 paineis informativos para distribuição/colocação nas marinas com informação específica sobre as regras e importância de aplicação das boas práticas pelos barcos na observação de mamíferos marinhos.


  • Poster de divulgação do projeto

  • Rollup de divulgação do projeto/Rede Natura 2000 na RAM e mensagens

  • Posters decorativos dos quiosques de multimédia

quiosque quisoquee

  • Layouts com mensagens mais específicas dirigidos a cada um dos temas: lobo-marinho/lixo no mar/Pesca, pombo-trocaz/espécies invasoras/Agricultura e freira-da-madeira/Ecoturismo

lobo marinho 50x60 painel agricultura 50x60 ecoturismo 50x60

 

Base de secretária 

base de rato- cetaceos_1

 

Painéis informativos  - Observação de Vertebrados Marinhos na RAM

cartaz - cetaceos_1


 

F3. Relatório para leigos

 O relatório "Layman's report" está disponível na página web do projeto no separador Documentos em Resultados e relatórios.

 

F4. Participação em eventos (nacionais e internacionais) para divulgação do projeto e dos seus resultados e na Kick-off Meeting com a Comissão

Nesta ação foram ultrapassadas as metas inicialmente propostas com a participação em 1 evento internacional, 5 eventos de caráter nacional e 44 eventos de caráter regional, com a envolvência de mais de 23 459 pessoas. 

 

F5. Divulgação do projeto na Imprensa e Rádios Regionais

Nesta ação também foi ultrapassada a meta proposta, registando-se 47 publicações escritas, 5 programas de rádio e 10 programas televisivos, num total de 62 ações de exposição pública. Foi objetivo da equipa gestora dar destaque ao projeto e suas ações sempre que tal se proporcionou.


F6. Apoio á publicação do boletim Informativo do SPNM

Em julho de 2013 e julho de 2014 foram publicados os nºs 13 e 15 do boletim informativo “Conservação e Natureza”, com o patrocínio do projeto. Estas publicações versam as temáticas de Ser Eco compatível na pesca e na agricultura, respetivamente, utilizando os layouts da exposição itinerante produzida. 
Imprimiram-se 1000 exemplares do boletim que foram gratuitamente distribuídos por toda a região em lugares de grande visibilidade pública, assim como durante as atividades organizadas pelo SPNM ou nas quais esteve presente.

Paralelamente as versões digitais estão disponíveis na página internet do projeto e do SPNM, sendo amplamente divulgadas juntos dos stakeholders do projeto por via eletrónica e dos “amigos” facebook do SPNM. As contracapas versaram o problema dos lixos no mar e dos lixos na agricultura, respetivamente. 

Nesta ação foram apoiados os 4 exemplares previstos no projeto, do Boletim Informativo do SPNM, pelo que não será financiada mais nenhuma impressão do mesmo. No entanto, as noticias e informações sobre o projeto são publicadas no Boletim que continua a ser produzido pelo SPNM com recursos a outras fontes de financiamento.

 

voltar

 

AÇÕES PROMOVIDAS POR STAKEHOLDERS COM O APOIO DO PROJETO

 

Tendo em conta que os nossos objetivos passam por relembrar as Boas Práticas a ter nas Áreas Protegidas, apoiar iniciativas proactivas a favor do usufruto das mesmas, em prol da biodiversidade e do desenvolvimento socioeconómico, segue-se abaixo, ações já desenvolvidas por stakeholders institucionais e individuais, que por serem parte interessada deste projeto, promoveram um conjunto de atividades onde assumiram um compromisso pessoal na implementação da mensagem do projeto.

 

Iª Prova de Natação em Águas Abertas do Garajau

No passado dia 21 setembro realizou-se a Iª Prova de Natação em Águas Abertas do Garajau (praia do Garajau)
Esta iniciativa organizada pelo Clube de Natação da Madeira, contou com o apoio Parque Natural da Madeira e da Associação de Natação da Madeira, onde realizou-se pela segunda vez, uma prova em espaço de área protegida. Estas provas tiveram início pelas 11.30h e 12.00h respetivamente para percursos de 1500m e 500m, sendo traçado um circuito em triângulo com partida e chegada na praia.
O Clube de Natação da Madeira aproveitou a oportunidade para relembrar as boas práticas em áreas protegidas no âmbito da sua posição de stakeholder do projeto Life Eco Compatível.

 

I Prova de Mar – Ponta de São Lourenço

No dia 13 de julho realizou-se a I ª Prova de Mar Ponta de S. Lourenço - Natação em Águas Abertas, uma organização do Clube de Natação da Madeira (CNM) em parceria com o Serviço do Parque Natural da Madeira e Associação de Natação da Madeira.

A prova teve início às 12 horas para os 1000m e às 12.30h para os 500m com partida e chegada no Cais do Sardinha – Ponta de São Lourenço. No total das duas provas participaram 12 nadadores - federados praticantes da natação pura e de triatlo; e não federados simpatizantes desta modalidade da natação em águas abertas aliando a prática da natação com a natureza.


Refira-se que o Clube de Natação da Madeira é um stakeholder institucional do projeto LIFE Eco Compatível e que promoveu as boas práticas junto aos seus praticantes!

É de realçar que esta prova vem na sequência do objetivo do CNM de organizar diversos eventos na modalidade de natação em águas abertas aproveitando os recursos naturais da Madeira.

 

Voltar

 

Levada da Silveira – Santana/ Caminhos por descobrir!


Com o objetivo de promover Levadas pouco conhecidas e as boas práticas ambientais nas mesmas, um stakeholder Institucional do projeto Life Eco Compatível, iniciou um conjunto de atividades, que estão a decorrer todos os fins-de-semana ao longo do mês julho no concelho de Santana.

Estas atividades de descoberta da natureza e biodiversidade decorrerão na Levada da Silveira, em vários dias e com diferentes temas.

 

Voltar

 

Inauguração Monstro do Mar


A 26 junho de 2013, inaugurou-se na Promenade junto ao complexo Balnear da Ponta Gorda, um trabalho resultante da parceria entre o Serviço do Parque Natural da Madeira (SPNM) – Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais e o Estabelecimento Vila Mar – Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM.

Esta obra surge no âmbito do Estabelecimento Vila Mar – Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM ser um apoiante do Projeto Life Eco compatível, ou seja, um stakeholder institucional do referido projeto da responsabilidade do SPNM, que visa promover as boas práticas em áreas protegidas em prol do desenvolvimento socioecónomico e da biodiversidade.

Este trabalho designado de “Monstro do Mar” foi elaborado pelos jovens e professores do Estabelecimento Vila Mar com o lixo recolhido em ações de limpeza e tem como objetivo alertar para o problema do lixo no mar e a correta conduta a ter.

Ao visitar esta obra, que posteriormente andará por todos os concelhos da Ilha da Madeira, tenha em mente que o lixo no mar é um problema social, transversal e global, comprometendo atividades socioecónomicas como o turismo de natureza e a atividade piscatória.

Todos podemos contribuir, mudando a atitude e alterando o comportamento!

 

Voltar

 

Limpeza de praia “Beach clean-up” – Fajã dos Padres


A “Fajã dos Padres” enquanto stakeholder individual do projeto Life Eco Compatível, promoveu no dia 22 de junho uma ação de limpeza da praia e do fundo do mar, tal como faz todos os anos, com a colaboração de voluntários. Esta ação surge, tal como refere o responsável “com a consciência de que os nossos atos ecoam pelas gerações futuras e que a manutenção da qualidade ambiental depende de todos”.

O Serviço do Parque Natural da Madeira associou-se à iniciativa e promoveu uma ação de sensibilização aos participantes, alusiva ao Projeto Life Eco compatível que promove as boas práticas em áreas naturais em prol do desenvolvimento socioeconómico e da biodiversidade.

 

Voltar

 

"Underwater Nature Festival"

De 3 a 8 de junho a Galo Resort Hotels organizou a primeira edição do "Underwater Nature Festival" do qual o Serviço do Parque Natural da Madeira é parceiro, com o objetivo de promover e sensibilizar para a Reserva Natural do Garajau e para as atividades lúdico-desportivas que podem ser desfrutadas naquela área protegida.

Foi assim criado um programa especial onde durante os dias deste evento foram organizadas um conjunto de atividades lúdico-desportivas (batismos de mergulho, snorkeling, passeios de kayak, observação de morcegos, yoga na praia e aulas de hidroginástica no mar, como também palestras sobre a vida marinha da Madeira, música ao vivo e ações de sensibilização) destinadas a qualquer pessoa interessada, mediante inscrição prévia, no sentido de desfrutar deste espaço protegido sensibilizando ao mesmo tempo para a sua preservação.

Foi também promovido um concurso de fotografia subaquática, de participação livre, mergulhos guiados e palestra sobre a Reserva Natural do Garajau, no dia 7 junho, proferida pelo Prof. Peter Wirtz.

No dia 8 de Junho, sábado, o "Underwater Nature Festival" promoveu um "Open Day" com um workshop divertido de atividades de mar, praia e um churrasco ao pôr-do-sol, como também a primeira corrida com pranchas de Stand Up Paddle, designado por "1º SUP BOARD RACE". Esta corrida inédita na Madeira foi disputada dentro da Reserva Natural do Garajau, com partida da Praia do Galo, entre atletas experientes da modalidade.

O "Underwater Nature Festival", através da Galo Resort Hotels, stakeholder institucional, associou-se ainda ao projeto Life Eco Comaptível do Serviço do Parque Natural da Madeira, aproveitando este evento como plataforma de divulgação deste projeto e com o objetivo de angariar ainda mais Stakeholders.

 

Voltar

 

Dia do Vigilante da Natureza

 

No âmbito das comemorações do Dia do Vigilante da Natureza, a Associação de Vigilantes da Natureza da Madeira promoveu no dia 2 de fevereiro, um passeio/convívio à área protegida da Ponta de S. Lourenço. Sob o tema “Todos somos vigilantes” a atividade contou com cerca de 50 participantes ligados a empresas, associações e clubes com atividades desenvolvidas na natureza.

Dado a Associação ser um stakeholder institucional do projeto Life Eco Compatível foram dinamizadas algumas ações ao longo do percurso que relembraram as boas práticas a ter em espaços naturais como aquele, e foram igualmente distribuídos alguns materiais divulgativos associados ao referido projeto. Angariou-se ainda stakeholders individuais e institucionais.

 

Voltar

 
Projectos Life SPNM
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Notícias
Contador de Visitas
600981
Stakeholders
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Site Actualizado em :Terça 07 Novembro 2017, 14:49